Colunas

Uma visionária com os pés no chão

Cláudia Luísa Sousa Silveira - Empresária e executiva comercial da Sodexo

Uma visionária com os pés no chão
Coluna Business Bahia

Coluna Business Bahia

18/12/2021 10:30am

Nasci em Jequié, sou de família classe média, pai dentista e mãe professora. Nossas férias eram em Barra Grande – Maraú, onde passávamos 3 meses, de dezembro a março. Lá passei minha infância e adolescência amando o mar e a natureza. Aprendi a pescar com meu pai e a ter paciência para aguardar o momento certo, tanto na pescaria, como na vida. Passei no vestibular para Farmácia na Universidade Federal da Bahia e vim morar em Salvador. Sabia que a despesa dos meus pais eram altas com dois filhos estudando fora de casa e tinha vergonha de pedir dinheiro, então quando precisava de algo, vendia uma égua que meu pai havia me presenteado. Negociei com ele e vendi essa égua dezenas de vezes e quando ele vendeu a fazenda, botei preço na égua. Tomei gosto em negociar e vender, e sempre que ia à Jequié, levava uma marca de roupa para vender para as amigas. 

Ainda cursando Farmácia e trabalhando na American Express como promotora de vendas junto aos bancos, casei e tive Laís. Trabalhar, estudar com uma filhinha e com minha mãe morando distante foi um desafio e, ainda assim, fui promovida para gerente de contas, onde fiquei por sete anos. Quando a American Express fechou escritórios no Brasil e transferiu o setor de vendas para gerentes de bancos, surgiu oportunidade para trabalhar na área comercial do Salvador Praia Hotel. Tudo diferente. Turismo e desafios a vencer. Foi um belo aprendizado por dois anos, mas tive que pedir para sair, porque fui morar em Fortaleza, onde meu marido trabalhava.

Chegando lá, como dona de casa e mãe da minha segunda filha, a Bruna, resolvi abrir uma distribuidora de água chamada Perrier e Ice Mountain. Sendo assim, conquistei o Beach Park e várias delicatessens. Numa visita ao Beach Park, me perguntaram se eu conhecia alguém que alugava carros e prontamente coloquei o meu à disposição e, dessa maneira, surgiu a L B Locadora de Veículos, onde consegui alugar 25 veículos nas construtoras da cidade. Por um problema de saúde do meu marido, voltamos a Salvador e com uns anos ele veio a falecer. 

Então, fui trabalhar em uma administradora de cartões, onde ajudei a implantar a filial na Bahia. Por lá, permaneci por 5 anos. Posteriormente, fui promovida para Gerente de Licitação, mas fui convidada para assumir a área comercial da CTF e aceitei o convite. Fiquei por 3 anos, mas sentia falta da cultura de uma multinacional que me deixou saudades e logo veio a oportunidade de ir para Sodexo, empresa onde estou até hoje. 

Atualmente, também sou embaixadora do projeto Stop Hunger Brasil, representando os estados da Bahia e Sergipe. O Stop Hunger é uma força de liderança global na luta contra a fome e a má nutrição com mais de 23 anos de compromisso. No Brasil desde 2003, diversas iniciativas Stop Hunger têm sido realizadas de maneira consistente e com importantes contribuições para a sociedade. Com o objetivo de expandir sua atuação, em 2015 constituiu-se o Instituto Stop Hunger no país. Uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), sem fins lucrativos.

Desde pequena, admirava a minha mãe se arrumar, um trocar de roupas, sapatos e acessórios que parecia um filme, ao qual assistia atentamente. Ela era considerada a mulher mais elegante de Jequié. Cresci com esse apreço por moda e também inspirei as minhas filhas. No meio de tudo isso tive um  salão de beleza na Pituba, uma marca de roupas fitness, até que decidi abrir minha própria marca de roupas, dessa vez confecção própria. 

Minha filha mais velha, durante umas férias na praia, propôs uma sociedade. Naquele momento  decidimos que as peças seriam leves e praianas, a cara do nosso Nordeste. Começamos confeccionando kaftans e saídas de praia, depois biquínis e maiôs e, por último, peças da linha casual leves e confortáveis. O nome foi escolhido porque aprecio vinho e associo os momentos em que estou degustando à família e amigos reunidos, consequentemente, a momentos felizes. 

A Merlot começou de forma tímida, devagarzinho, e está crescendo aos poucos. Na moda praia utilizamos tecidos com proteção UV, proteção ao cloro com aloe vera e antibacteriano. As peças são vendidas em saquinhos fabricados a partir de fibra vegetal, 100% natural e biodegradável. Inicialmente, colocamos  as  peças em uma loja colaborativa, onde vários empreendedores alugam araras e espaços para vender seus produtos. Com a pandemia, fomos obrigadas a investir na venda on-line e foi quando, por incrível que pareça, a marca começou a crescer. Procuramos valorizar os fornecedores locais para que possamos aquecer nosso mercado. E viva o Made in Bahia!!!

Hoje temos site próprio, por onde as clientes de todo o Brasil podem adquirir as peças que são confeccionadas por mulheres baianas, lutadoras e capazes de produzir verdadeiras obras de arte, porque todo o processo em uma confecção necessita de cuidado na criação, nas medidas , nos cortes, nas montagens e em satisfazer os vários gostos das mulheres e finalmente a arte de vender .  

O ano de 2021 foi especial. Ganhei a primeira neta, filha da primogênita. Mais uma mulher para completar esse time. Além disso, a filha mais nova, Bruna Avena, arquiteta, especialista em neuro arquitetura pela universidade de Oxford, convidou a mim e a irmã para sermos sócias em um novo projeto: uma empresa de produção de ambientes, com suas próprias peças de decoração: a Dastrês. Nesse novo projeto eu sou a responsável pela área comercial e curadoria. As três, juntas, produzem o interior das casas e apartamentos dos clientes, os quais escolhem as peças que mais lhes agradarem. Com isso, mãe e filhas buscam proporcionar um lar lindo e acolhedor, que traga paz e alegria para os seus moradores. 

Hoje estou casada há 16 anos com um marido que ama minhas filhas e que adora cozinhar. Graças a Deus! Me considero uma vencedora por ter pessoas maravilhosas na minha vida, como família, amigos, filhas e uma netinha. Sei que nunca irei parar nem tão pouco desistir, porque acredito em tudo que faço e sempre estou doando minha alma para realizar meus desejos e sonhos.